Economia de Generosidade

Uma sugestão para ajudar o seu processo de decisão passa por um modelo que permita a que cada um possa dar o contributo que esteja ao seu alcance. É o modelo de custos escalonados , que tem por objectivo permitir que cada um possa contribuir de acordo com as suas possibilidades financeiras do momento.

Por exemplo:
A. … € a … € (+ disponibilidade) – para quem tem alguma margem. Ao valorizar a atividade possibilita que outras pessoas com menor possibilidade também participem.
B. … € a … € (- disponibilidade) – para quem tem pouca margem. Contribui para que a atividade seja viável.
C. … € a … € (Bolsa de concessão) para quem não tem margem. Sabendo que há um equilíbrio na troca entre o conjunto dos participantes.

Existem princípios que podem ser úteis ao processo de decisão. Contribua com o montante que deixar o seu coração a sorrir.

Cada momento da nossa existência apoia-se na generosidade de tudo e todos que nos rodeiam e nos antecederam. Nesse sentido, as actividades têm preços escalonados, para permitir que cada um possa contribuir de acordo com as suas possibilidades financeiras do momento. Para que tal possa acontecer, o montante escolhido deve assegurar o equilíbrio entre a sua necessidade de subsistência e a de contributo e partilha.

Este é o princípio da economia de generosidade e partilha.

Tenha em consideração que tal só é possível graças à disponibilidade do colectivo e benefício de viver em comunidade. Ou seja, o contributo de uns permite que quem tenha verdadeiramente dificuldades financeiras possa aceder às práticas. Ao mesmo tempo que eu possa continuar a garantir a continuidade das actividades que promovo, com a mesma entrega, qualidade, profissionalismo, ética, empenho e amor que dou a quem me procura. A contribuição de quem o pode fazer apoia a continuidade e consistência das actividades que promovo.

Se este modelo de contributo não for adequado à sua situação, não hesite em contactar-nos para podermos encontrar outra solução, nomeadamente o lugar Karuna.